-Manifestação alerta: 4000 pessoas podem morrer no segundo semestre vítimas da violência no Rio de Janeiro. Quem será a próxima vítima ?

Uma revoada de balões vermelhos na praia de Copacabana foi o recurso utilizado pela organização Rio de Paz para lembrar que quatro mil pessoas podem morrer vítimas da violência nos próximos seis meses, no Rio de Janeiro. A manifestação, que aconteceu na manhã do dia 27 de junho, foi marcada pela frase “Os 4.000 que estão para morrer. Quem os salvará?”. O objetivo foi cobrar medidas urgentes através de uma carta entregue ao governador. A organização já promoveu manifestações com cruzes e rosas na praia, que lembravam o número de mortos num determinado período. Desta vez, a intenção foi alertar para o que pode acontecer caso nenhuma providência seja tomada.

O Rio de Paz define-se como um grupo de cidadãos preocupados com questões de segurança pública e iniciou as atividades após os atentados ocorridos no Rio de Janeiro, no final de 2006. Na ocasião, dezenove pessoas foram mortas, oito delas queimadas vivas em um ônibus interestadual. A organização promove manifestações pacíficas e coleta assinaturas para o Manifesto pela Redução de Homicídios no Brasil. O documento solicita do governo a execução urgente de quinze medidas. A assinatura pode ser realizada on line.

Culto pela Paz

Igrejas de Bangu, famílias vítimas da violência e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) participaram do Culto pela Paz, no Lardo do Bangu, Rio de Janeiro, no dia 26 de junho. O evento foi promovido pela Missão Evangélica de Paz (MEP), com participação do Rio de Paz e recordou que a maioria das vítimas da violência são moradores de comunidades pobres das zonas Norte e Oeste da capital e da Baixada Fluminense.

Juventude consciente

Em Niterói, igrejas da cidade promovem um culto evangélico voltado para jovens cristãos, no dia 27. O “Clamor por Niterói”, como o evento foi chamado, tem por objetivo conscientizar, encorajar e formar um grupo ativo que busque a transformação da cidade através de uma atuação relevante na sociedade. A iniciativa de levar os jovens para dentro da igreja e procurar conscientizá-lo de seu papel social diminui o risco do envolvimento com drogas e criminalidade.

Fonte: Agência Soma

Leia também:

-Até quando o diabo zombará de ti, Rio de Janeiro?

-Rio de Janeiro: drogas, violência, balas perdidas, fuzis, granadas, tiroteios diários. CLAMOR pelo RJ urgente !

Lewer kommentaar

Verskaf jou besonderhede hieronder of klik op 'n logo om in te teken:

WordPress.com Logo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by WordPress.com. Log Out / Change )

Twitter picture

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Twitter. Log Out / Change )

Facebook photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Facebook. Log Out / Change )

Google+ photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Google+. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: