-Brasil: lideranças indígenas declaram apoio ao filme Hakani que denuncia assassinato de crianças, em nome de uma cultura


Lideranças indígenas declaram apoio ao filme que denuncia infanticídio

O Conselho de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas (Conplei) encaminhou ofício à ONG Atini – Voz pela Vida, promotora do filme “Hakani”, apoiando a iniciativa da entidade de mobilizar a opinião pública nacional em torno da questão do infanticídio nas tribos indígenas brasileiras.
Publicidade

(Fonte: Paranashop) – No documento, as lideranças indígenas destacam a decisão tomada durante congresso realizado em 2005, na cidade de Porto Velho (RO), de ser contra qualquer prática cultural que se choque com o direito à vida.

“No artigo 5º de nosso estatuto, o Conplei tem como base as garantias dos direitos fundamentais da Constituição Federal e também cláusulas da Declaração Universal de Direitos Humanos, onde propomos a resgüardar, defender e pleitear os direitos indígenas junto à sociedade civil e aos poderes públicos constituídos. Esta implícita o direito a vida, tanto de um povo como de cada indivíduo que compõe este grupo. Somente pleiteando os direitos individuais poderemos de fato pleitear os direitos coletivos.”, diz o documento assinado por Henrique Terena, diretor nacional do Conplei, e Luiz Bittencourt, primeiro-secretário do Conselho.

Sobre o filme “Hakani”, cuja divulgação está sendo criticada por alguns antropólogos, as lideranças indígenas afirmam que “esse filme traduz de maneira muito eloqüente o grito dos nossos corações diante destes fatos que concorrem para dizimar nosso povo. A maneira que foi filmada, fala uma linguagem que chama a atenção da sociedade contemporânea. A estratégia usada aproximou bastante da realidade. Mesmo assim, ninguém poderá traduzir toda a dimensão dos corações esmagados de famílias inteiras tendo que sacrificar seus queridos.”

A direção do Conplei contesta as dúvidas lançadas sobre a participação dos indígenas nas cenas do filme. “Não temos dúvida quanto a espontaneidade de cada participante, porque se trata de membros de nosso Conselho, que são idôneos o suficiente para decidir. Aliás, temos certeza que cada um deles tentou expressar ao máximo o gemino que tem estado preso, porque temos companheiros que foram salvos de maneira semelhante a do filme e viram uma oportunidade expressar um pouco do sofrimento da alma indígena. Portanto, nem adultos ou crianças foram exploradas”, ressalta o documento.

O Conplei também destaca a necessidade de se ouvir as lideranças indígenas nas questões relacionadas à política indigenista no Brasil. “Chegou o tempo de sermos ouvidos com a mesma dignidade de um ser humano e brasileiro por inteiro e não apenas meio cidadão. (…) Há entre nós, indígenas bem preparados que podem dialogar de maneira prática e singular em seus argumentos, usando de maneira sábia e inteligente a língua nacional. Morando na aldeia ou na cidade, não deixamos de lado nossas riquezas culturais. Somos capazes de discernir o que é bom ou ruim à vida e à cultura e, com isso, somos responsáveis em assumir nosso destino e escolhas que vão contribuir para o nosso crescimento. Recusamos veementemente de ser meros fantoches (…)”, destaca o ofício.

Por fim, a liderança do Conplei pede que o Estado brasileiro trate o infanticídio indígena de forma ativa, informando e dialogando com a sociedade e as tribos alternativas para a solução desse problema. “Não aceitamos o infanticídio como prática cultural justificável, como também a opinião equivocada de antropólogos e indigenistas inescrupulosos com pretensão de justificar estes atos e assim decidir pelos povos indígenas, colocando em risco o futuro de etnias inteiras. A vida é um direito fundamental de qualquer pessoa na face da terra”, conclui o documento.

Cópias do ofício do Conplei enviado aos diretores da Atini, Edson e Márcia Suzuki, serão encaminhadas à presidência da OAB-Brasil e aos parlamentares do Congresso Nacional envolvidos com a questão indigenista no Brasil.

Fonte: O Verbo

Advertisements

Lewer kommentaar

Verskaf jou besonderhede hieronder of klik op 'n logo om in te teken:

WordPress.com Logo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by WordPress.com. Log Out / Verander )

Twitter picture

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Twitter. Log Out / Verander )

Facebook photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Facebook. Log Out / Verander )

Google+ photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Google+. Log Out / Verander )

Connecting to %s

%d bloggers like this: