-Califórnia decide pelos valores familiares e derruba casamento homossexual

Califórnia decide pela proibição do casamento homossexual

Cerca de 18 mil casais do mesmo sexo já subiram ao altar na Califórnia. Proibições também foram aprovadas nos estados do Arizona e da Flórida.

O estado americano da Califórnia aprovou em votação desta terça-feira (4) a emenda constitucional que proíbe o casamento homossexual, segundo a secretaria estadual. De acordo com a agência France Presse, com cerca de 95,8% dos votos apurados, a emenda passou por 52,1% contra 47,9%.

A “Proposta 8″ defende a modificação da Constituição do estado para definir o casamento apenas como a união entre homens e mulheres, o que significaria derrogar a decisão do Tribunal Superior de Justiça da Califórnia, que legalizou as uniões homossexuais em maio. Desde então, cerca de 18 mil casais do mesmo sexo realizaram na Califórnia seu sonho de chegar ao altar.

O texto do referendo propunha a inclusão de uma emenda à Constituição estadual que afirma: “Somente o casamento entre um homem e uma mulher é válido ou reconhecido na Califórnia”.

Paralelamente, duas propostas similares para proibir as uniões homossexuais ganharam com folga nos estados do Arizona e da Flórida nesta quarta.

Sondagem
No estado de 37 milhões de pessoas o “Sim” à Proposta 8 vinha ganhando pontos nas pesquisas desde agosto, quando se intensificou a campanha a favor da medida, que teve como alvo em especial os valores católicos da comunidade latina, que representa mais de 30% da população da Califórnia e que em 2000 votou em maioria contra os casamentos gays em uma consulta similar.

Segundo o Instituto de Políticas Públicas da Califórnia, 52% votariam “Não” à proibição dos matrimônios gays e 44% “Sim” aos casamentos apenas entre um homem e uma mulher, de acordo com resultados da semana passada.

Brad Pitt, Steven Spielberg, Ellen DeGeneres e a multinacional Apple são algumas das celebridades californianas que doaram até US$ 100 mil a favor do “Não”.

Nesta semana, no entanto, estrelas latinas tiveram que entrar na campanha para rebater os argumentos dos patrocinadores do “Sim”.

“Votar “Não” à Proposta 8 é preservar a integridade da igualdade dos direitos neste país. Não se trata de ser gay ou ser heterossexual, se trata de ser americano”, afirma America Ferrera, ao lado de dois colegas latinos da série “Ugly Betty”, Tony Plana e Ana Ortiz.

Conhecido como um reduto do Partido Democrata e progressista, a Califórnia também é o estado que elegeu duas vezes como governador o ator republicano Arnold Schwarzenegger, além de ser a sede de grupos antiimigrantes radicais em bairros próximos da fronteira com o México. Estes últimos grupos também fazem campanha contra o casamento gay.

(Fonte: G1)

Lewer kommentaar

Verskaf jou besonderhede hieronder of klik op 'n logo om in te teken:

WordPress.com Logo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by WordPress.com. Log Out / Change )

Twitter picture

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Twitter. Log Out / Change )

Facebook photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Facebook. Log Out / Change )

Google+ photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Google+. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: