Ex-budista é expulso de casa

Aldeões budistas do distrito de Rangamati, sudeste de Bangladesh, agrediram um jovem chefe-de-família e o expulsaram de casa por ter se convertido ao cristianismo.

Os budistas de Asambosti alertaram Sujan Chakma, 27, a não voltar para casa, depois de o terem espancado no dia 18 de dezembro.

Sujan, que se converteu ao cristianismo há quatro meses, retornou para casa. Mas a possibilidade de ataques levou-o a não dormir em casa algumas noites.

Ele está impossibilitado de sustentar a esposa, Shefali Chakma, 26 anos, e o filho de 6 anos, já que os moradores se recusam a lhe oferecer trabalho temporário. Ele afirma que ele, sua esposa e seu filho não se alimentam nos dias em que ele não trabalha.

“Sou marginalizado por meus vizinhos desde que me tornei cristão”, diz Sujan. “Eles me pressionam para que desista da minha fé, dizendo que, de outra maneira, não poderei viver na sociedade. Nada me assustou. Mantive-me firme na fé em Jesus. Em 18 de dezembro, quatro vizinhos foram até minha casa e me agrediram.”

Sujan disse que seus vizinhos ameaçaram agredi-lo novamente e mandá-lo para a prisão, e o pressionaram a se divorciar de sua esposa.

“No início, ela não gostou da conversão, mas gostou de eu ter mudado após ter aceitado Jesus”, diz. “Minha esposa disse abertamente para todos os vizinhos: ‘Meu marido é cristão, então também serei cristã, juntamente com meu filho.’”

Um representante da igreja de Sujan, a Igreja Cristã Parbatta Adivasi, disse que os líderes da igreja se reuniram com vizinhos do novo convertido e os exortaram a aceitá-lo.

“Dissemos-lhes que a Constituição sustenta que todos podem aceitar qualquer religião”, diz o representante da igreja. “Impedir a prática disso é contra a lei.”

Líderes da igreja disseram temer que levar o caso para a polícia só aumentaria a raiva dos budistas e afetaria atividades de evangelização.

“Não queremos provocar a raiva de ninguém por causa desse incidente,” disse o representante, “mas Sujan não se sente seguro aqui. Ele não passa a noite em casa por questões de segurança”.

Tradução: Deborah Stafussi

Fonte: Missão Portas Abartas

Advertisements

Lewer kommentaar

Verskaf jou besonderhede hieronder of klik op 'n logo om in te teken:

WordPress.com Logo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by WordPress.com. Log Out / Verander )

Twitter picture

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Twitter. Log Out / Verander )

Facebook photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Facebook. Log Out / Verander )

Google+ photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Google+. Log Out / Verander )

Connecting to %s

%d bloggers like this: