O Brasil precisa estar atento e acordar enquanto é tempo

por PAULO TEIXEIRA

foice-e-martelo

Leia com atenção o artigo abaixo e reflita.  O verdadeiro patriota ora por sua Nação.

Acompanhe com atenção os fatos.

O Brasil tem uma guerrilha comunista

Bruno Pontes

O MST foi montado, propagandeado e armado com dinheiro público. Significa que o setor produtivo do Brasil está pagando para que essa guerrilha comunista invada fazendas, queime plantações, saqueie armazéns, destrua máquinas, bloqueie rodovias, doutrine crianças dentro da ideologia mais sangrenta da história da humanidade e assassine trabalhadores que tenham a petulância de defender a propriedade privada e trabalhar de acordo com as leis. A intelectualidade de esquerda nas universidades se encarrega de romantizar a coisa toda e apresentar os arruaceiros e assassinos como vítimas da “sociedade”.

Nosso ministro da Justiça declarou que os assassinatos dos vigias em Pernambuco não passaram de uma “ação arrojada” do MST.

“Ação arrojada”.

Tarso Genro é autor de uma apologia de Lênin. Não é preciso dizer mais nada sobre sua concepção de justiça. Estamos vivendo o 1984 de Orwell. Esse é o Brasil do PT.

A guerrilha está seguindo as ordens do barão de dinheiro público João Pedro Stedile:

“A luta camponesa abriga hoje 23 milhões de pessoas. Do outro lado há 27 mil fazendeiros. Essa é a disputa. Será que mil perdem para um? É muito difícil. O que nos falta é nos unirmos, para cada mil pegarem um. Não vamos dormir até acabarmos com eles.”

Jaime Amorim, outro chefão do MST, explicou da seguinte maneira o assassinato dos vigias em Pernambuco:

“Os que matamos não foram pessoas comuns. Eles foram contratados para matar, eram pistoleiros violentos”.

O MST decide quais são as “pessoas comuns” e quais devem morrer pela causa comunista. É juiz e carrasco. E então persegue os vigias da fazenda por cerca de um quilômetro e os executa com tiros na cabeça.

Atendendo ao pedido de um leitor que prefere não se identificar, divulgo aqui o link para um texto escrito por Klauber Cristofen Pires, Bacharel em Ciências Náuticas no Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar, em Belém, PA. O texto foi publicado no último dia 9 no site Movimento Endireitar. Trechos:

O que falta para que o MST seja reconhecido como uma Organização Paramilitar?

“O que falta para entender que o MST já demonstrou que pode ocupar, a uma só ordem, todas as principais rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas e qualquer outra instalação que julguem estratégicas para uma pronta dominação territorial militar? (…)

Numa etapa que podemos chamar de plano superior, em que o MST já abertamente assassina pessoas e os chama de “aquilo”, e é defendido descaradamente pelo ministro da Justiça Tarso Genro, que defende ser isto apenas a realização de uma ação mais arrojada, somente a cumplicidade ou a covardia de quem tem por dever pôr um ponto final a isto podem explicar tal notório silêncio”.

Fonte: Bruno Pontes

Divulgação: www.juliosevero.com

Lewer kommentaar

Verskaf jou besonderhede hieronder of klik op 'n logo om in te teken:

WordPress.com Logo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by WordPress.com. Log Out / Change )

Twitter picture

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Twitter. Log Out / Change )

Facebook photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Facebook. Log Out / Change )

Google+ photo

Jy lewer kommentaar met jou rekening by Google+. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: